Arquivo da Categoria ‘Telecomunicações’

Firefox OS com Acessibilidade a Caminho

22 de Julho de 2013 por ruibatista

O Firefox OS, sistema operativo para dispositivos móveis da Mozilla já conta com avanços de acessibilidade. Segundo o vídeo abaixo, apesar de na primeira versão que surgiu não ser possível a pessoas cegas usarem o sistema, esse suporte está a caminho. Segue-se o vídeo com a demonstração (em inglês):

Está disponível o TalkBack v3.2.1 Beta 1″

20 de Novembro de 2012 por diogo

Está disponível o TalkBack v3.2.1 Beta 1 na página de downloads do projecto Eyes-Free. Esta versão contém muitas actualizações para dispositivos com o Android Jelly Bean e foi melhorado o acesso ao menu de contexto global para o Android 4.0 até ao 2.2.

HumanWare Communicator: Factos e Considerações Desagradáveis

9 de Setembro de 2012 por ruibatista

Este é um artigo de opinião. Mas antes da opinião vamos aos factos:

umanWare Communicator é uma aplicação para IOS que promete tornar possível e prática a comunicação entre um surdo-cego e uma pessoa com visão, através da utilização conjunta duma linha braille e dum dispositivo IOS, como iPhone, iPod ou Ipad. Segue-se a tradução da descrição do produto no site da HumanWare:

*** Início de citação (traduzida) ***

HumanWare Communicator

A HumanWare, em parceria com o instituto Nazareth et Louis-Braille (INL), desenhou o HumanWare Communicator, a primeira aplicação multi-lingual de conversa cara-a-cara para pessoas surdo-cegas.
Esta aplicação única irá ajudar indivíduos surdo-cegos a comunicar no seu dia-a-dia, ao conectar uma linha braille da HumanWare (BrailleNote Apex ou Brailliant) a um iPhone, iPad ou iPod touch.

Como funciona?

A aplicação HumanWare Communicator serve para estabelecer uma conversa por texto, através duma janela de conversação, entre uma pessoa surdo-cega e uma pessoa com visão. Toda a interacção aparece tanto na linha braille da pessoa surdo-cega, como, visualmente, no ecrã do dispositivo IOS.

Usando uma ligação bluetooth, emparelhe uma linha braille Brailliant da HumanWare ou um BrailleNote apex com um qualquer dispositivo Apple (iPhone, iPod Touch, ou iPad), e com o leitor de ecrã da Apple (VoiceOver)activado, quando a linha braille estiver ligada, poderá controlar a ferramenta VoiceOver, ao mesmo tempo que todo o texto vai sendo mostrado na linha braille.

Quando a aplicação HumanWare Communicator é lançada, e uma nova conversa iniciada, será mostrada ao participante com visão uma mensagem visual introdutória no ecrã do dispositivo IIOS. Esta mensagem de introdução é personalizável, e logo que o utilizador com visão pressione o botão OK, a conversa será iniciada. A pessoa surdo-cega escreve as suas mensagens no seu teclado braille, e o participante com visão no teclado do ecrã tátil, cada um para as suas partes da conversa.
Note por favor que para conversas mais longas, um teclado bluetooth tradicional pode ser emparelhado com o dispositivo IOS para facilitar a entrada mais rápida de texto pelo participante com visão.

Exemplo de Conversa

Q: Eu gostaria de pedir um café escuro por favor.
R: Ok, Deseja açúcar ou creme?
Q: Sim, um creme e um açúcar, por favor.
R: são 3,00 dólares por favor.
Q: Obrigado e tenha uma boa manhã.

Outras Funcionalidades:
  • Personalizar a mensagem de boas-vindas a uma nova conversa.
  • Criar frases usadas de forma comum, que podem ser usadas numa conversação através de símbolos de atalho.
  • Guardar mensagens importantes no arquivo para consultar numa data posterior.

*** Fim de citação ***

A aplicação custa €79 (Setenta e nove euros) ou $99 (noventa e nove dolars) na app store.

E agora a opiniãozinha:

Sejamos frontais: empresas como a HumanWare (e outras do oligopólio mundial de fabricantes conhecidos de tecnologias de apoio para cegos) sempre venderam os seus produtos a preços isurbbitantes, mesmo tendo em conta a especificidade do mercado a que se destinam. Esta aplicação tem um preço absurdo, para não variar. Mas além disso e até prova em contrário, parece-me um total embuste, um aproveitamento e uma falta de ética quase inacreditável.

Vou analisar o texto que traduzi, e dizer o que penso sobre os pontos que me parecem importantes:

“A HumanWare, em parceria com o instituto Nazareth et Louis-Braille (INL), desenhou o HumanWare Communicator, a primeira aplicação multi-lingual de conversa cara-a-cara para pessoas surdo-cegas.”
- Para já tudo bem, tirando a parte do “primeira aplicação” que me oferece dúvidas, e do multi-lingual, que não entendo o que quer dizer nem é explicado em lado nenhum. Não sou surdo-cego, felizmente, mas tenho curiosidade em compreender tudo isto. Continuemos.

“Esta aplicação única irá ajudar indivíduos surdo-cegos a comunicar no seu dia-a-dia, ao conectar uma linha braille da HumanWare (BrailleNote Apex ou Brailliant) a um iPhone, iPad ou iPod touch.”
- Espera, eu tenho a minha linha Focus da freedom scientific ligada ao meu iPhone 4. Depreendo que posso usar todas as aplicações menos esta. Não entendo o porquê, mas vuo continuar.

“A aplicação HumanWare Communicator serve para estabelecer uma conversa por texto, através duma janela de conversação, entre uma pessoa surdo-cega e uma pessoa com visão. Toda a interacção aparece tanto na linha braille da pessoa surdo-cega, como, visualmente, no ecrã do dispositivo IOS.”
- Bem, isto também é possível com um computador, um ecrã, um editor de texto, uma linha Braille e um teclado. Dizem-nos que estes telefones de agora são quase computadores,… vamos ver. Ora eu tenho um iPhone 4, que tem um ecrã (tátil até), suporta a minha linha braille, tem um teclado (no ecrã), e tem a possibilidade de instalar editores de texto, bem como inclui aplicações que servem o mesmo propósito, como as notas. Mas que raio… Vou desligar a voz do meu iPhone. Vou tentar conversar com a minha mãe com uma nota aberta e apenas com a linha braille, para tentar criar uma situação semilhante à dum surdo-cego. Tambores… Tambores…. Tambores… Olha, consegui pedir-lhe um café! E poupei setenta e nove euros que posso gastar onde eu quiser (numa bateria para o brailleNote por exemplo). Mas provavelmente eu tenho poderes mágicos e convém refrear-me. Vamos continuar.

“Usando uma ligação bluetooth, emparelhe uma linha braille Brailliant da HumanWare ou um BrailleNote apex com um qualquer dispositivo Apple (iPhone, iPod Touch, ou iPad), e com o leitor de ecrã da Apple (VoiceOver)activado, quando a linha braille estiver ligada, poderá controlar a ferramenta VoiceOver, ao mesmo tempo que todo o texto vai sendo mostrado na linha braille.”
“Quando a aplicação HumanWare Communicator é lançada, e uma nova conversa iniciada, será mostrada ao participante com visão uma mensagem visual introdutória no ecrã do dispositivo IIOS. Esta mensagem de introdução é personalizável, e logo que o utilizador com visão pressione o botão OK, a conversa será iniciada. A pessoa surdo-cega escreve as suas mensagens no seu teclado braille, e o participante com visão no teclado do ecrã tátil, cada um para as suas partes da conversa.”
- Áh! A linha braille, como eu bem suspeitava, é apenas para controlar o leitor de ecrã VoiceOver. Leitor de ecrã que vem incluído, sem custos adicionais, nos referidos dispositivos Apple. E que por acaso suporta muitas mais linhas braille que as da HumanWare. Muitas delas com teclados para entrada braille. Então porquê a tentativa sub-reptícia de tentar enganar o consumidor?

“Note por favor que para conversas mais longas, um teclado bluetooth tradicional pode ser emparelhado com o dispositivo IOS para facilitar a entrada mais rápida de texto pelo participante com visão.”
- Que interessante, também já liguei um teclado bluetooth ao meu iPhone. Muitos utilizadores cegos usam-no diariamente segundo sei, e nenhum parece conhecer esta aplicação.

A parte difícil já é feita pelo VoiceOver. Agora vamos tentar perceber o que é que esta tal aplicação faz mesmo de novo (personalizar uma mensagem introdutória não conta). Vamos saltar pela conversa de exemplo que não interessa. Talvez nas outras funcionalidades:

“Personalizar a mensagem de boas-vindas a uma nova conversa.”
- Já disse que não contava, é cosmética.

“Criar frases usadas de forma comum, que podem ser usadas numa conversação através de símbolos de atalho.”
- Mas isto o próprio sistema já faz! Definições > Geral > Teclado > Atalhos de Teclado.

“Guardar mensagens importantes no arquivo para consultar numa data posterior.”
- Guardar texto vale setenta e nove euros? A aplicação das notas também o faz, e ainda sincroniza com o iCloud e com o email via IMAP!

Finda a análise textual, fica por perceber o que é que tal produto de inovadora engenharia pode trazer de novo aos surdo-cegos. Talvez uma interface melhor para uma necessidade que já consegue ser satisfeita sem grandes dificuldades? Se sim, talvez a aplicação valha um ou dois euros, mas nunca mais. Setenta e nove? É nitidamente abusivo. A HumanWare está também a vender pacotes que incluem esta aplicação, um iPhone 4s com capa, e um brailleNote Apex de 32 células. Faz-se notar que, apesar do BrailleNote ter as suas utilidades, tem um software (o keysoft) que bem pode ser considerado obsoleto: só em 2010 (se não me falha a memória) permitiu ler documentos em PDF. E sabem quanto custa o dito pacote? A módica quantia de $7179. Por extenso: sete mil cento e setenta e nove dolars. Informação na página da HumanWare. Se o distribuidor em Portugal ainda for o mesmo, aposto talvez em €10000 pelo mesmo pacote em Portugal, para compensar despesas de representação.

Esta política de “salvamento” dos cegos (e agora dos surdo-cegos) da escuridão e da sua fúnebre existência, recorrendo à inovadora tecnologia desenvolvida por outros e a desinformação propositada, não é de todo nova. O potencial lucrativo está comprovado. E já mais se pense que é um exclusivo da empresa HumanWare. Há que lutar e combater estas práticas. A arma secreta para esta guerra é pura e simplesmente a *informação*.

Para terminar, resta-me dar as boas-vindas à HumanWare e seus amigos ao mundo Apple, com uma citação adaptada duma música dos Guns n’ Roses:

Take me down to the paradise Apple, where the grace is green and the blinds are pretty.

MyWay – Aplicação de GPS para IOS desenvolvida por Federação de Cegos

19 de Janeiro de 2012 por ruibatista

Muitas aplicações de GPS existem para o Iphone e dispositivos afins da Apple. Umas mais acessíveis outras menos, umas mais úteis outras menos úteis. O MyWay é mais uma destas aplicações, desenvolvida com os cegos em mente, a par de aplicações como o Ariadne GPS.

O MyWay permite que o utilizador defina uma rota com vários pontos de passagem, seja passando directamente no ponto e marcando a posição ou usando uma morada de um contacto. Ao definir o programa para navegar uma dada rota este indica-lhe, a par de outras soluções já existentes mas de forma um pouco mais acessível, a distância e direcção para o próximo ponto da rota. Nada de muito diferente ou inovador portanto.

O programa existe em duas versões: uma gratuita, com as características que resumidamente descrevi, e uma paga (€15.99) que permite a troca de rotas e pontos de interesse no formato Open Street Map. Estes pontos de interesse podem igualmente ser adicionados a uma rota e existe informação com os mesmos para várias cidades, disponível de forma gratuita na Internet. Terei, no entanto, de investigar esta característica para verificar se é realmente uma mais-valia, tendo em conta o custo da versão paga.

Mas o detalhe interessante sobre o MyWay é que esta aplicação de uso global é desenvolvida pela federação dos cegos suíços… o que me parece um grande exemplo do que este tipo de associações pode fazer para se adaptar aos novos tempos. Fica aqui a sugestão a quem de direito (Acapo). Enquadrar-se-ia por certo na missão da UET (alguém tem um site?)…

Se está a ler este artigo num dispositivo como um Iphone pode Instalar o MyWay Lite (gratuito).

Afinador de Instrumentos Musicais Acessível para Iphone

5 de Novembro de 2011 por ruibatista

Os smart Phones podem mudar as nossas vidas, nas mais pequenas coisas. Precisava de afinar a minha guitarra em qualquer lugar e todos os afinadores portáteis que conheço são, +para resumir, inacessíveis a cegos. Daí que uma pergunta no twitter e uma resposta a condizer resolveram o problema: apresento-vos o Talking Tuner para Iphone e companhia.

Trata-se simplesmente dum afinador para instrumentos musicais que nos diz, com voz sintetizada, de que nota o som da corda que tocamos está mais próximo e, se está abaixo ou a cima do mesmo. Aviza, é claro, quando chegamos ao tom. Utiliza o microfone do telemóvel para obter o som. É só e apenas isto, e o que faz, fá-lo muito bem. Está, no entanto, apenas disponível em inglês, todavia penso que será inteligível para quem entende um mínimo da língua falada por sua excelência a Raínha de Inglaterra.

Por norma não publicitamos directamente aplicações pagas no megaTTS, porém esta, por €0.79, vale bem a pena, em minha opinião. Isto para quem toca guitarra claro, ou outros instrumentos que precisem de afinação ferquente.

Nokia Irá Disponibilizar Leitor de Ecrã

27 de Outubro de 2011 por ruibatista

a Nokia anunciou que disponibilizará um leitor de ecrã para alguns dos seus modelos Symbian até ao fim do ano na sua loja de aplicações. O produto é baseado em tecnologia da Code Factory, pelo que se pode especular que não será muito diferente do Mobile Speak. A mesma fonte também refere outras aplicações de acessibilidade como um ampliador.

Fonte:

Talks 5.22.3 disponível

21 de Outubro de 2011 por Elton Lopes

Já se encontra disponível a versão 5.22.3 que, como é habitual, funciona com licenças geradas após o dia 13 de Novembro de 2007, portanto aqueles que consigam utilizar a versão 4.11 ou 5.0 não necessitarão de nenhuma nova licença.

Segundo Rui Fontes, esta nova versão tem como foco principal garantir a compatibilidade com o Symbian^3, com a actualização para o software “Anna”.
A nuance recomenda que, depois de instalar esta actualização do Talks, aqueles que não tenham o Symbian “Anna” instalado actualizem para este firmware, de forma a garantir um desempenho melhor e maior estabilidade. ler mais…

IOS 5 Disponível, e com melhorias de acessibilidade

13 de Outubro de 2011 por ruibatista

As internets não param de o gritar aos 7 ventos, e como tal fica aqui também a referência: Está disponível o IOS 5 para Iphone, Ipod e Ipad, o novo sistema operativo da Apple.

Mais importante, tem muitas melhorias de acessibilidade. Para uma consulta das mesmas leiam Este artigo no blog acessibilidade Apple.

Mobile GEO 2.7 Dispoível

9 de Setembro de 2011 por ruibatista

A Code factory lançou a versão 2.7 da sua solução de orientação GPS especifica para cegos, destinada a plataformas móveis. Conta, entre outras novidades, com a actualização dos mapas para 2011. Mais informações em

http://www.codefactory.es/en/press.asp?id=388&y=2011&n=95

Em Busca dum Smart Phone Acessível

1 de Setembro de 2011 por ruibatista

Cada vez mais os Smart Phones são importantes. Para os cegos, para além do computador, podem ser um veículo muito eficaz na inclusão, por exemplo recorrendo a aplicações de orientação GPS ou OCR, mas também a aplicações de uso comum como browsers, redes sociais, jogos… tudo em qualquer lugar.

Existem algumas plataformas móveis (dispositivos / sistemas operativos) que podem ser tornados mais ou menos acessíveis aos cegos. Seguem-se as minhas opiniões sobre algumas – Symbian, Windows Mobile, BlackBerry, Android e IOS – e as razões pelas quais optei pela escolha do Smart Phone que adquiri a pouco temppo.
ler mais…